O jornal que todo mundo lê
oi
Publicidade
Saúde
14/03/2018 - 10h32
Divulgado Boletim Epidemiológico Municipal; Pesquisa larvária ainda preocupa
Houve 10 casos de dengue notificados, sendo dois descartados e um confirmado, sete ainda aguardam os resultados

Por ASCOM PMP


Foi divulgado esta semana pela Prefeitura de Patrocínio por meio da Secretaria Municipal de Saúde o Boletim Epidemiológico Municipal mais recente que trata sobre a situação da Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus na cidade.

Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 9 de março, durante esse tempo dez casos de dengue foram notificados, sendo um confirmado, dois descartados e sete ainda aguardam os resultados de exames. As ocorrências se deram em pacientes oriundos dos bairros, Olímpio Nunes e Enéas Aguiar (2), Santo Antônio, São Cristóvão, Congonhas, N. S. Fátima, Nações e São Judas (1).


Dengue

Em 2018, até o dia 09 de março de 2018, 10 casos foram notificados, sendo 01 confirmado, 02 descartados e 07 aguardam resultados de exames. Bairros: Olímpio Nunes e Enéas Aguiar (2), Santo Antônio, São Cristóvão, Congonhas, N. S. Fátima, Nações, São Judas (1).

Segundo a SES/MG, em Minas Gerais foram notificados 28.227 casos prováveis de Dengue em 2017 e, segundo o último boletim de 05/03/2018, em 2018 já foram registrados 6.588 casos. Já o Ministério da Saúde divulgou no seu último Boletim Epidemiológico que o Brasil registrou em 2017, 250.853 casos prováveis de Dengue. Em 2016 foram 1.483.623 casos em todo país. Neste ano (2018), são 32.161 casos prováveis registrados até 17/02/2018.


Pesquisa Larvária

Na 1ª semana de 2018 (02 a 05/01) foi realizado o Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti (LIRAa) que apontou a presença do mosquito em muitos bairros do município. O índice de 3,6 encontrado é considerado alto tendo em vista que o Ministério da Saúde recomenda que este indicador esteja abaixo de 1% para que se tenha um melhor controle da proliferação do mosquito. ESTADO DE ALERTA.


Óbitos por Dengue

No Brasil foram confirmados 139 óbitos por Dengue em 2017. No mesmo período em 2016 já haviam sido confirmadas 678 mortes pela doença. Em 2018 01 óbito foi confirmado no Estado da Paraíba. No Estado de Minas Gerais são 16 óbitos confirmados em 2017 e em 2018 existem 07 óbitos em investigação. Em 2016 o município de Patrocínio teve confirmado 01 óbito por Dengue, em 2017 não houve registros de mortes pela doença e até o momento não houve registro de óbitos por Dengue no município.


Febre Chikungunya

No Brasil, em 2016, foram notificados 277.882 casos prováveis, sendo confirmados 216 óbitos. Em 2017, houve queda com 185.854 casos registrados, com 151.665 confirmados e 169 óbitos. Em 2018 já são 7.406 casos prováveis com 4.106 casos confirmados. Um (01) óbito foi confirmado pela doença.

Em Minas Gerais, em 2017 foram notificados 16.123 casos prováveis da doença com 13 óbitos confirmados. Em 2018, o Estado já tem registrou 1.452 notificações de casos prováveis de Chikungunya, sem nenhum óbito.

Em Patrocínio, foram feitas 06 notificações de Febre Chikungunya em 2016, sendo 04 casos descartados e 02 CONFIRMADOS POR EXAMES LABORATORIAIS. Os 02 casos confirmados são de pessoas residentes em Patrocínio, mas que contraíram a doença no Estado de Alagoas durante viagem turística realizada no mês de maio daquele ano. Em 2017, houve 01 notificação da doença, porém o caso foi descartado por exames laboratoriais. Em 2018, ainda não há notificações da doença no município.


Zika Vírus

O Brasil registrou 216.207 casos prováveis de febre pelo vírus Zika em todo país no ano de 2016, tendo sido confirmados 08 óbitos devido à doença.  Em 2017 foram registrados 17.594 casos com 8.791 confirmados, com 02 óbitos.  Em 2018 foram notificados 705 casos prováveis com 117 confirmados, sem nenhum óbito.

Em Minas Gerais foram 724 casos prováveis de Zika Vírus, na população em geral em 2017 e, destes, 125 foram em gestantes com 75 confirmados. Em 2016 foram notificados 14.086 casos em todo o Estado. Em 2018, já se tem o registro de 76 casos prováveis, sendo em 26 gestantes com 01 caso confirmado, sem nenhum óbito.

Em Patrocínio, no ano de 2017, apenas 02 casos suspeitos de Febre Zika foram notificados. Destes, 01 caso foi descartado por exames laboratoriais e outro permanece em investigação. Em 2018, ainda não há notificações da doença no município.


Febre Amarela

No Brasil, segundo os dados do Monitoramento da Febre Amarela de 07 de março de 2018, já são 3.234 casos humanos notificados, com 846 já confirmados e 260 óbitos pela doença, no período de junho/17 a junho/18. Minas Gerais concentra a maioria dos óbitos (115), seguido de São Paulo (100), Rio de Janeiro (44) e Distrito Federal (01). De primatas não humanos (macacos), são 3.812 notificações, com 517 confirmações da morte dos animais pela doença, sendo a maioria em São Paulo (451). Minas Gerais têm registro de 50 macacos mortos pela doença no período.

Em Patrocínio ainda não houve suspeita de caso de Febre Amarela em humanos. Em 2017 foram notificadas 05 mortes em macacos, sendo 01 examinado cujo resultado descartou a febre amarela. Em 2018 foram notificadas 04 mortes em macacos. Aguardando resultado de 01 animal recolhido em Santa Luzia dos Barros. Os demais estavam em estado avançado de decomposição e não foi possível examinar.



Confira Também


Publicidade

no Facebook