O jornal que todo mundo lê
oi
Publicidade
Agronegócio
14/06/2018 - 09h56
Grupo Stockler Cerrado é o primeiro no Brasil a obter certificação mundial Rainforest Alliance
Stockler possui o certificado desde 2011, e é aprovada nas avaliações da auditoria ano após ano
Foto: Arquivo Pessoal/ Stockler.


Por trás de uma xícara de café, existem plantações, pessoas e histórias. Desde a sua criação, o grupo Stockler Cerrado, administrado pelo consultor técnico Cesar Junior dos Reis, dedica-se a produzir café sustentável.

Através do programa “Nespresso AAA SustainableQuality™”, desenvolvido para garantir o café da mais alta qualidade levando em consideração aspectos ambientais, econômicos e sociais, os fornecedores Nespresso produzem seus grãos sem agredir o meio ambiente, valorizando o produtor e o trabalhador e oferecendo boas condições de trabalho durante todo o processo.

Para garantir ao consumidor que ele está comprando um produto de origem responsável, existem determinados processos de avaliação, como a certificação mundial Rainforest Alliance. Esse certificado reconhece agriculturas com práticas sustentáveis em diversos países, através de auditorias que são realizadas todos os anos. O grupo Stockler Cerrado possui o certificado desde 2011 e o mantém desde então.

De acordo com as normas atualizadas em julho de 2017, a auditoria da Rainforest Alliance deste ano foi realizada durante os dias 23 a 26 de abril nas seguintes áreas: fazendas Serra Negra do proprietário Diogo José Myaki, fazenda Boa Vista do proprietário Hélio Zancaner, fazendas Escalada e Marcélia do proprietário Vicente Ferreira Gonçalves e seu sócio, fazenda Serra Negra do proprietário Pedro Luiz Rossi e fazendas Porta do Céu e Nossa Senhora da Abadia, do proprietário Marcos Cezar Miaki.

Com 22 fazendas aprovadas totalizando cerca de 7 mil hectares de café, a Stockler Cerrado é o primeiro grupo no Brasil a ter aprovação imediata da auditoria segundo os novos formatos. Isso significa que todos os protocolos exigidos para a obtenção do certificado foram cumpridos à risca durante a avaliação da auditoria, sendo eles: preservação da biodiversidade (fauna e flora), moradias dignas aos envolvidos na produção e garantia de direitos dos trabalhadores e comunidades do campo.



Confira Também


Publicidade

no Facebook