O jornal que todo mundo lê
Publicidade
Esporte
29/06/2017 - 15h48
Mineirão, Inter, Grêmio e Avaí apóiam a comunidade LGBT nesta quarta
Em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBT times e estádio criam ações em apoio à comunidade
Foto: ASSCOM Minerão.

Por Stéfany Christina com informações ESPN


Na última quarta-feira, Dia Internacional do Orgulho LGBT, parte do futebol deixou o preconceito de lado e manifestou apoio à comunidade. No Twitter o Grêmio publicou em sua conta “Somos o clube de todos” e seu principal ‘rival’, o Internacional também publicou “Igualdade é o sentimento que nos une. Amem quem você quiser e leve sempre o amor pelo Inter no coração”.

O time de Santa Catarina, o Avaí, também manifestou em suas redes sociais, publicando uma imagem com o estádio Ressacada com um arco-íris, símbolo da comunidade LGBT, no fundo. E no Rio de Janeiro, uma das torcidas organizadas do Flamengo, a Nação 12, teve a decisão de não cantar suas músicas com conotação homofóbica, como “Vou descontrolado” que possui em sua letra um trecho dizendo “Eu não sou viado, não sou Fluminense”.

E em Minas Gerais, houve a maior manifestação, feita pelo Mineirão, onde em uma iniciativa do Minas Arena, iluminou as partes internas e externas do principal palco do futebol no estado com as cores roxo, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho, que simbolizam o Orgulho LGBT. Nas suas redes sociais, o Mineirão, publicou o seguinte comunicado junto com uma foto da fachada colorida do estádio (foto ao lado):

Como forma de lembrar os desafios e lutas que marcam o Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado em todo mundo nesta quarta-feira, 28 de junho, a fachada do Mineirão foi iluminada com as cores da bandeira LGBT. Embora no Brasil não existam dados concretos sobre casos de agressão em estádios de futebol motivados pela orientação sexual ou gênero é inegável que, infelizmente, o ambiente do esporte mais popular do planeta ainda é hostil com o público LGBT. Esse é apenas um passo para tentarmos virar esse jogo.

Parece simples, mas somos o 1º estádio do país a acender suas luzes para a diversidade sexual, um tema ausente nos palcos do futebol no mundo.

Além disso, em sua conta no Twitter respondeu alguns comentários homofóbicos que surgiram após o estádio demonstrar apoio à comunidade.

Publicidade

no Facebook