O jornal que todo mundo lê
Publicidade
Agronegócio
24/06/2017 - 10h14
Ministério da Agricultura estuda utilizar o fatiamento de carne para o exterior
A decisão vale principalmente para as carnes enviadas aos EUA
Foto: Jannoon028/ Freepik.

Por Stéfany Christina com informações de Agência Brasil

 

Após a polêmica ocorrida com a Operação Carne Fraca diversos países suspenderam a importação de carnes brasileiras, dentre eles os Estados Unidos. Vendo a péssima repercussão, segundo informações do secretário executivo da pasta, Eumar Novacki, o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) anunciou nessa sexta-feira (23) que estuda recomendar o fatiamento de carnes para venda ao exterior como solução.

Dentre os diversos problemas comunicados pelo governo americano estão inflamações nas carnes exportadas, segundo Novacki essas inflamações podem subsequente da vacinação contra a febre aftosa e que nesses casos somente a aparência fica comprometida não afetando na qualidade do produto. Por isso, ele acredita que com o fatiamento será mais fácil detectar alguma inflamação e melhorar a qualidade das carnes. "No momento em que vão fatiar para cortes ou vão moer para fazer hambúrger, pode-se detectar, e isso é descartado. Não coloca em risco a saúde pública", completa.

De acordo com o secretário o mesmo problema foi noticiado pelo Chile no fim do ano passado e a solução encontrada foi o corte das carnes, o mesmo que está sendo estudado, que deu a possibilidade de separar os pedaços danificados dos demais.



Confira Também


Publicidade

no Facebook