O jornal que todo mundo lê
Publicidade
Saúde
03/07/2018 - 11h44
Ministério da Saúde alerta para risco de surtos de poliomielite no país
Mais de 300 municípios estão com coberturas abaixo do recomendado
Foto: Arquivo/ Agência Brasil.

Por Agência Brasil


Há 28 anos o Brasil não registra casos de poliomielite, no entanto, este quadro pode mudar nos próximos anos. O motivo? Há mais de 300 municípios no país, principalmente no estado da Bahia, com coberturas vacinais críticas, por causa da resistência de pais em vacinarem seus filhos.

O Ministério da Saúde orienta os gestores locais a organizar as redes de prevenção, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população brasileira. A pasta também recomenda o reforço das parcerias com creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolverem as famílias.


Doença

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomelite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos, mas também pode contaminar adultos.

A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas e há semelhanças com as infecções respiratórias com febre e dor de garganta, além das gastrointestinais, náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.


Transmissão e Prevenção

A poliomielite não tem tratamento específico. A transmissão pode ocorrer de uma pessoa para outra por meio de saliva e fezes, assim como água e alimentos contaminados.

No entanto, a doença deve ser prevenida por meio da vacinação. A vacina é aplicada nos postos da rede pública de saúde. Há ainda as campanhas nacionais.

A vacina contra a poliomielite oral trivalente deve ser administrada aos 2, 4 e 6 meses de vida. O primeiro reforço é feito aos 15 meses e o outro entre 4 e 6 anos de idade. Também é necessário vacinar-se em todas as campanhas.

A próxima Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite ocorrerá de 6 a 31 de agosto.

O Brasil está livre da poliomielite desde 1990. Em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem. No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou em maio de 2014 a declaração de Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII2), sob o Regulamento Sanitário Internacional (RSI - 2005), emitindo recomendações temporárias para reduzir a propagação internacional do poliovirus, em razão da ocorrência de casos de poliomielite em 10 países, localizados na Ásia Central, Oriente Médio e África Central.


Você também pode gostar de:

Etapa rural da campanha de vacinação antirrábica inicia no mês de julho

Samu 192 do Triângulo Norte é inaugurado em Uberlândia



Confira Também


Publicidade

no Facebook