O jornal que todo mundo lê
Publicidade
Saúde
19/11/2019 - 11h14
2ª fase de vacinação contra o sarampo é lançada em Patrocínio
Foto: Marcus Ferreira.

Por Luiz Cabral/ ASCOM PMP


Começou nessa segunda-feira (18) e vai até o próximo dia 30 a segunda fase da campanha nacional de vacinação contra o sarampo, com o objetivo de imunizar jovens com idades entre 20 anos e 29 anos.

A meta é que pessoas dessa faixa etária tomem duas doses da vacina tríplice viral (caxumba, rubéola e sarampo) com intervalo mínimo de trinta dias. Só assim estarão imunizados contra a doença. Caso o jovem tenha recebido apenas a primeira dose da vacina ao longo da sua vida, ele deverá tomar agora a segunda.

É importante que ele procure uma unidade básica de saúde e leve a cartão de vacinação para que o profissional de saúde verifique a situação. Se não houver comprovação vacinal, a pessoa receberá a primeira dose da vacina durante a campanha e a segunda será agendada.

Na primeira fase da campanha foram vacinadas no país 400 mil crianças na faixa de seis meses a quatro anos, onze meses e 29 dias, segundo o Ministério da Saúde.


Novas Medidas

Segundo o Ministério da Saúde, outras três etapas da campanha de vacinação contra o sarampo ocorrerão em 2020. A meta é vacinar 2,6 milhões crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos.  No próximo ano (ainda sem data definida), serão contempladas pessoas de 5 a 19 anos, de 30 a 49 anos e de 50 a 59 anos.

O objetivo é interromper a circulação do vírus e garantir altas coberturas para que a proteção seja estendida à rubéola, impedindo o surgimento de casos da doença.  É recomendável que a população de um ano a 29 anos de idade tenha duas doses comprovadas da imunização. Entre 30 e 59 anos é preciso ter recebido pelo menos uma dose (o Ministério da Saúde faz essa mesma recomendação para pessoas de até 49 anos).

O calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da tríplice aos 12 meses e aos 15 meses, quando o reforço é com a tetra-viral, que protege também contra varicela. Neste ano, os bebês com menos de 12 meses também devem receber a chamada "dose zero", que não é contabilizada no calendário. A vacina é contra-indiciada para bebês menores de seis meses.


Dia “D”

Segundo o Secretário de Saúde, Humberto Donizete Ferreira (Bebé), “O Dia D dia 30 de novembro com horário de funcionamento das 7hs às 17hs. Lembrando que quem não tem a vacina pode procurar as unidades para Imunização. Temos 16 salas de vacinação funcionando no município em horário de expediente”, salientou.  Diante de sintomas de sarampo, como manchas vermelhas pelo corpo, febre, coriza, conjuntivite e manchas brancas na mucosa bucal, é necessário procurar um serviço de saúde.



Confira Também


Publicidade

no Facebook